Em uma comunidade elfica bem distante de tudo..

Nasce um casal de gêmeos, tão poderosos que temiam que sem o devido treinamento poderiam destruir o mundo sem perceber..

Os líderes da comunidade, para se prevenirem, implantaram um gênio no bebê do sexo masculino (por ser bem mais controlado e centrado), e o bebê do sexo feminino passaria por um ritual de magia negra, no qual se esperava diminuir o ímpeto de quebrar as regras e os poderes

Durante o ritual, os feiticeiros negros mesclaram o sangue elfico da menina com o sangue an√£o. Era um ritual doloroso, que poucos sobreviviam. 

A crian√ßa resistiu ao ritual, e pra contrariar o destino que lhe foi imposto, n√£o teve perca nenhuma dos poderes, apenas teve altera√ß√Ķes na parte f√≠sica. Passou ser menor, mais resistente e mais forte que os elfos

Os líderes possessos com a falha dos feiticeiros, expulsam a menina da comunidade com 4 anos, e a abandona na floresta pra morrer sozinha

Contudo, uma feiticeira negra que ali vivia, amparou a pequena elfica. Adotando-a como uma filha que sempre desejar√°. A qual dera o nome de Anna

Pouco a pouco a feiticeira foi ensinando tudo de que sabe a menina. Fosse magia negra, fosse magia branca Anna aprendia com rapidez.

Antes dos 12 anos, Anna já sabia controlar com maestria todos os 4 elementos, contudo por achar tudo muito simples, ela era imprudente, ousada demais pra seu próprio bem.

Durante uma tempestade horrível, Anna decidiu que era tempo de controlar os espíritos. Contudo, Anna não sabia do ritual que sofrerá, não sabia que esse deixaram o seu corpo aberto pros espíritos, e muito menos sabia que era elfa

Ao realizar o ritual pra invocar os espíritos ali presente, devido à sua inexperiência, não diferenciará bons ou maus.Invocara todos.

Os esp√≠ritos olharam pra ela como a √ļltima √°gua no deserto, sem entender, Anna foi possu√≠da por todos 10 ali presente, bons e maus. 

Advertisements